Como funciona a remuneração? :

Não é fácil apreciar a gravidade do problema que os roteiristas e diretores de cinema enfrentam se não se conhece o funcionamento do sistema de trabalho e de remuneração. Para poder comercializar e distribuir uma obra, os coautores da mesma devem antes ceder os seus direitos a um produtor. Se forem privados de uma remuneração proporcional ao número de reutilizações da obra, os coautores terão dificuldades de ganharem a sua vida. E negociar os seus melhores interesses a longo prazo é frequentemente impossível.

FASE CRIATIVA

Vários anos | Desenvolvimento de uma ideia criativa que pode levar à escrita de um roteiro e à formação de uma equipe de autores.
SE O TRABALHO NÃO DESENCADEAR UM ROTEIRO – O AUTOR PRECISA COMEÇAR NOVAMENTE

A BUSCA POR UM PRODUTOR

O roteiro é utilizado para encontrar um produtor adequado e angariar fundos para o projeto.
SE O TRABALHO NÃO FOR SELECIONADO POR UM PRODUTOR – O AUTOR PRECISA COMEÇAR NOVAMENTE

CONTRATOS ASSINADOS

O produtor adquire os direitos dos autores para poder utilizar a obra e negocia um valor baseado numa estimação do potencial do produto final. A maioria dos autores recebe uma quantia fixa – o único pagamento durante todo o processo.

PRE-PRODUÇÃO

1 a 6 meses | A equipe começa a refinar a obra. Fontes potenciais de renda são investigadas enquanto o produtor avalia o potencial comercial do projeto, o seu orçamento e o retorno sobre investimento.

PRODUÇÃO

1 a 6 meses | Filmagem com o elenco e a equipe.

PÓS-PRODUÇÃO

1 a 6 meses | Edição, seleção das músicas, integração das legendas, efeitos especiais, etc.

VENDAS E MARKETING

1 a 6 meses | O produtor vende os direitos aos distribuidores que utilizarão o filme nos diferentes mercados. A promoção começa e os autores são requeridos para apoiarem o lançamento do filme em festivais, programas de TV e entrevistas na mídia.

Sem uma obrigação legal de pagamento, a maioria dos autores não tem direito a receber uma parte do sucesso